Corinthians Poderia Ter Sido Goleado Pelo Independiente. Admite Carille


Cinco Dicas Infalíveis Para Querer De Ler


Você tem várias centenas de amigos no Facebook, curte imensas páginas na rede e está em vários grupos, todavia nunca vê o assunto que todos publicam. Ou, em vista disso, você tem uma página pra tua marca com alguns milhares de seguidores, todavia percebe que apenas uma pequena porcentagem dos seus fãs chega a curtir ou mesmo ver de perto aquilo que você está comentando.


Agora se perguntou por que esse tipo de circunstância ocorre na rede social mais popular do universo? A seleção do que vemos ou não em nosso feed não é aleatória, contudo regida por um algoritmo, e é ele que vamos dominar a escoltar. O algoritmo é uma espécie de determinação montada pra responder algumas circunstâncias.

  • 5 - Com ou sem extras
  • Luedji Luna
  • 2005 MSN Search Lançamento término
  • Aula 05 - Página de Captura Serve Para Segmentar o Tráfego
  • Episódio 263

Tendo como exemplo, vamos idealizar que você é dono de uma lanchonete e está desenvolvendo uma plataforma de pedidos online para impulsionar as vendas. O seu desenvolvedor pode aconselhar um algoritmo que seja capaz de propor produtos complementares para o pedido principal. Pensando nisso, ele cria uma determinação que especifica que a toda a hora que um consumidor requisitar um hambúrguer, ele vai ver de perto um pop up com 20% de desconto para comprar batatas fritas pra visualizar o lanche.


Outra diretriz poderá interpretar os pedidos que o cliente faz com mais periodicidade e notabilizar, no topo da listagem, aquilo que mais tem a olhar com o teu amo pessoal. Desse jeito, se você tem um cliente que a todo o momento pede hambúrguer vegetariano, pode elaborar uma regra para que tudo o que não contenha carne seja apresentado primeiro para ele. No caso do Facebook, um dos algoritmos é retornado para interpretar o comportamento do usuário e estipular aquilo que ele vai ver de perto primeiro em seu feed de notícias.


E é sobre o assunto que vamos falar a acompanhar. Não conhecemos 100% sobre isto como o algoritmo do Facebook funciona, porém existem alguns pontos que sabemos que são reais. Para começar, o algoritmo do Facebook se baseia nas preferências do usuário. Isso significa que a tecnologia percebe o que e quem você realmente gosta e fornece preferência para apresentar conteúdo destas pessoas ou páginas. Tendo como exemplo, vamos imaginar que, no mesmo dia, você curtiu a página A e a página B. Nas próximas horas, você receberá as últimas publicações destas páginas e o algoritmo vai checar a tua atitude em relação a esse conteúdo.


O mesmo ocorre com os amigos que você inclui. Se você quase não se interessa por aquilo que alguém publica, a tendência é que visualize cada vez menos postagens dela. Como o algoritmo do Facebook é fundamentado em interação, por um lado ele força as páginas a criarem tema cada vez melhor e mais interativo para que os fãs interajam e continuem olhando o que tua marca publica.


Isso é alguma coisa muito interessante, em conclusão, quem quer estar em contato e engajar o consumidor precisa, mesmo, estar a toda a hora preocupado com o tipo de objeto que interessa ao público e trabalhar pra formar assunto cada vez melhor. Entretanto, por outro lado, quem tem uma página pequena e está iniciando um trabalho de marketing digital pela rede de Mark Zuckerberg ainda não tem um público fiel.


Isso pode acabar “obrigando” a pessoa a investir em anúncios e publicações patrocinadas pra fazer com que mais gente encontre o que está descrevendo. Pensando em fazer uma campanha no Facebook? Vira e mexe a rede social muda as configurações dos seus algoritmos. O Facebook sempre confessa que a intenção é aprimorar, ainda mais, a experiência do usuário e transmitir mais assunto significativo a ele, o que pode ser verdade e é excelente para que pessoas utiliza a rede social. No entanto algumas das alterações prejudicam as páginas e, mais uma vez, as obrigam a investir ainda mais em publicidade pra continuar aparecendo pra seus seguidores. Uma das últimas transformações primordiais noticiadas pela rede ocorreu em junho deste ano.


No website oficial do Facebook, o VP de Gerenciamento de Item, Adam Mosseri, explicou que um dos novos valores do feed de notícias da rede seria preservar o conteúdo de amigos e família (isto é, perfis pessoais) primeiro. Em segundo e terceiro lugares, o utensílio exposto deveria cuidar pra comunicar ou entreter o público.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *